Notícias do vestibular

USP mantém colocação no top 100 de ranking de reputação acadêmica
Lista da Times Higher Education é feita a partir da opinião de acadêmicos. Universidade de São Paulo está na faixa do 61º ao 70º lugar.
A Universidade de São Paulo (USP) repetiu a posição do ano passado e aparece entre as 100 melhores instituições de ensino superior do mundo em reputação no meio acadêmico, segundo o ranking divulgado nesta segunda-feira (4) pela instituição londrina Times Higher Education (THE). O ranking foi montado a partir de uma pesquisa com mais de 16,3 mil professores convidados de 144 países. Única universidade brasileira entre o “top 100” do ranking, a USP aparece na faixa entre o 61º e o 70º lugar.
A lista que leva em conta a reputação da universidade entre os pesquisadores do meio acadêmico. A pesquisa pediu aos acadêmicos experientes para destacar o que eles acreditavam ser o mais forte das universidades para o ensino e a pesquisa em seus próprios campos.


O diretor da THE, Phil Baty, considera a presença da USP entre as universidades de ponta muito positiva. "É uma boa notícia vermos que o Brasil mantém uma universidade no ranking de reputação acadêmica em meio ao crescimento dos investimentos que são feitos nas instituições asiáticas", afirmou Baty. A presença de instituições do Japão, Cingapura, Hong Kong, China, Coreia do Sul e Taiwan no “top 100” mostra a evolução da educação superior asiática.
"O resultado mostra que há uma grande confiança no potencial da USP entre os estudiosos de todo o mundo, potencial este que a instituição, apoiada por uma nação cada vez mais poderosa, está se esforçando para cumprir."
O reitor da USP, João Grandino Rodas, comemora o resultado, mas diz que o Brasil ainda precisa melhorar muito a sua educação. "A educação de massa de alta qualidade é o gargalo mais urgente do desenvolvimento brasileiro", disse Rodas. "A qualidade das escolas primárias e secundárias de todo o país continua a ser insatisfatória e a proporção de jovens brasileiros que entram ensino superior é muito pequena em comparação com os países desenvolvidos."
A Universidade Harvard, nos Estados Unidos, continua em primeiro lugar, seguido pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, dos EUA) e Universidade de Cambridge (Reino Unido). A Universidade Stanford (EUA), que estava em quarto lugar, caiu para sexto, trocando de lugar com a Universidade de Oxford (Reino Unido). A Universidade da Califórnia, em Berkeley (EUA), aparece novamente na quarta posição.
Entre as 100 melhores estão instituições de 20 países. Os Estados Unidos têm 43 instituições na lista das 100 melhores. O Reino Unido tem nove universidades na lista. Em seguida aparecem Austrália (6); Alemanha, Japão e Holanda (5); França (4); Canadá, Hong Kong e Suécia (3); Suíça, Coreia do Sul, Cingapura e China (2); Brasil, Bélgica, Israel, Rússia, Taiwan e Turquia (1).

Fonte: G1/Educação