Profissões

JORNALISMO
Jornalista é um narrador de histórias. Fazer reportagens, redigir e editar textos para a imprensa escrita e eletrônica.
Brasil possui 334 cursos superiores de jornalismo, 93 deles no Estado de São Paulo. Grade de disciplinas muda de acordo com as novas tecnologias.

Imaginar um tema a ser trabalhado, definir como será a abordagem, coletar os dados, entrevistar fontes variadas, escrever um texto, editá-lo e depois publicá-lo são algumas das principais funções de um jornalista
Dados do Ministério da Educação (MEC) apontam que o Brasil possui 334 cursos superiores de jornalismo, 93 deles no Estado de São Paulo. Em todos os estados há pelo menos uma faculdade que ofereça o curso. Além disso, segundo a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), há cerca de 60 mil profissionais oficialmente graduados no país e cerca de 13 mil que atuam como jornalistas, mas não possuem o diploma.

"Eu diria que o jornalista é um narrador de histórias reais. E para que se conte uma boa história é preciso ter feito um bom curso e estar tecnicamente preparado, tanto do ponto de vista ético quanto do ponto de vista humano", diz a professora Líbia Araújo Barbosa, coordenadora do curso de jornalismo da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas).

De acordo com Líbia, no primeiro ano, o aluno do curso de jornalismo terá contato com disciplinas de formação geral (como sociologia, antropologia, economia, ética, história e filosofia) e logo no segundo ano começam as matérias de formação específica (como telejornalismo, fotografia, imagem e som, técnicas de comunicação).

Como as novas tecnologias mudam a cada dia, os cursos vão adaptando a grade de disciplinas de acordo com o que há de mais novo. "Não dá para dizer que um curso de jornalismo hoje é o mesmo de dez anos atrás. As grades [curriculares] vão se adequando de acordo com as mudanças. As aulas de fotografia, por exemplo, hoje são com câmeras digitais, embora o aluno ainda tenha treinamento com a câmera manual", disse o professor Carlos Roberto da Costa, coordenador do curso de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, de São Paulo, o mais antigo do país.

Aulas práticas

Uma das características dos cursos de jornalismo são as aulas práticas, que geralmente começam no segundo ano da faculdade. Nessas aulas, os estudantes têm contato com as diversas áreas de atuação.

Na PUC-Minas, por exemplo, há 35 anos os alunos escrevem um jornal laboratório, com orientação de professores e editores. Em formato standard (tamanho tradicional de jornal), tem 16 páginas, com capa e contra-capa coloridas, miolo em preto-e-branco e tiragem de 12 mil exemplares. "Não é um jornal institucional. Ele traz notícias voltadas para a comunidade e é distribuído na região. É um jornal que nunca deixou de circular em 35 anos, é um grande laboratório para os alunos", disse a professora Líbia.

 A mesma coisa acontece na Cásper Líbero. Lá, os alunos têm a chance de escrever/editar reportagens para a revista semestral "Esquinas", feita sob a coordenação dos professores. Além disso, a faculdade possui uma rádio universitária, que transmite boletins de trânsito e notícias da cidade três vezes por dia. Também é possível produzir reportagens para um programa de entrevistas que é transmitido pela TV Gazeta.

"São todas oportunidades extras para que o aluno aprenda um pouco de tudo e tenha contato com as diversas áreas de atuação do jornalismo", disse o professor Costa.

Agências de notícias

Fazer reportagens, redigir e editar textos para a imprensaescrita e eletrônica.

Assessoria de imprensa

Promover o contato de empresas e pessoas da vida pública com a imprensa, organizando eventos, fornecendo textos e fotos para os veículos, dando informações a repórteres e editores.

Informática

Elaborar CR

Periódicos, rádio e TV

Levantar, pesquisar, organizar e publicar informações em jornais e revistas, ou noticiar nas emissoras de rádio e televisão.

NA UERJ:

JORNALISMO - RIO 
Unidade Acadêmica: FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL - FCS
Localização: Rua São Francisco Xavier, 524 - Pavilhão João Lyra Filho - 10º andar - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
Titulação: Bacharel
Turno: Manhã ou Noite
Duração Mínima: - períodos 
Duração Máxima: 14 períodos
Vagas Oferecidas: 50
Relação Candidato/Vaga: 



* Vagas reservadas para candidatos comprovadamente carentes que se enquadrem em uma das categorias definidas pelas Leis Estaduais 4151/2003 e 5074/2007.
** Pessoas com deficiência ou pessoas nascidas no Brasil pertencentes a povos indígenas, ou filhos de policiais civis e militares, bombeiros militares e inspetores de segurança e administração penitenciária, mortos ou incapacitados em razão do serviço.




Pode haver dados em branco quando o índice não estiver disponível ou não existir para o ano informado.




Fonte: Globo.com / UERJ