Profissões

PRODUÇÃO EDITORIAL
Preparar e revisar originais, provas e arte final, eliminando erros gráficos, gramaticais ou de informação.
Produção Editorial
Bacharelado

É o conjunto de atividades envolvidas na edição e na publicação de obras impressas ou eletrônicas. O profissional coordena a edição de livros, revistas, catálogos, folhetos, websites, CDs-ROM e produtos interativos. Com visão ampla do negócio, é ele quem seleciona os títulos a ser publicados e define com o autor o conteúdo e a forma da obra. O produtor editorial é quem determina o tipo e o tamanho das letras, o papel e as cores, a paginação e as fotos ou ilustrações. Ele estabelece a tiragem, a periodicidade, a época de lançamento e a distribuição da publicação. Para isso, supervisiona todo o processo de produção, controla prazos e orçamento. No marketing, cuida do lançamento de publicações e cria produtos de acordo com as tendências do mercado.


O mercado de trabalho


As novas tecnologias estão, aos poucos, modificando o mercado de produção editorial. Produtos audiovisuais e digitais, como os audiobooks e os e-books, e o desenvolvimento de conteúdos para celulares abrem novas oportunidades para o produtor editorial. "Apesar das inovações tecnológicas, o maior mercado de trabalho ainda continua sendo nas editoras", diz Plínio Martins, coordenador do curso de Editoração da USP. "As oportunidades são muitas. Logo no segundo ano do curso, vários alunos já começam a trabalhar", complementa. Os especialistas nas áreas de texto e arte podem encontrar vagas para elaborar e coordenar projetos de livros. Como diversas editoras terceirizam boa parte das atividades, muitos formados acabam montando pequenas empresas de prestação de serviços para produzir capas e desenvolver trabalhos de edição e seleção de texto. Os profissionais que trabalham com revisão dos conteúdos e com marketing editorial têm sido bastante procurados. A maioria das oportunidades de trabalho concentram-se no eixo Rio-São Paulo, onde estão instaladas muitas empresas de comunicação, e em editoras locais das grandes capitais.

Salário inicial: R$ 1.200,00 (assistente editorial; fonte: prof. Mario Feijó, da UFRJ).

O curso

Nos dois primeiros anos, o aluno vê disciplinas básicas como filosofia, sociologia e teoria da comunicação. As profissionalizantes, como redação, produção editorial impressa (livros e revistas), eletrônica (produtos audiovisuais) e digital (construção de sites), entram a partir do terceiro ano. O estágio é obrigatório no último ano. Na maior parte das universidades, esse curso é oferecido como habilitação de Comunicação Social.

Duração média: quatro anos.

Outros nomes: Comun. Soc. (prod. editorial e multimídia); Comun. Soc. (prod. editorial).

O que você pode fazer
:

Arte
Definir os aspectos visuais de uma publicação, desde o tamanho e o tipo das letras até a organização dos textos, ilustrações e fotografias pelas páginas.

Edição e seleção
Ler os textos originais dos autores e escolher obras para publicação, segundo a linha da coleção e os interesses da editora.

Marketing editorial

Preparar estratégias de lançamento de livros de uma editora. Acompanhar tendências, fazer previsões e elaborar produtos.

Produção
Gerenciar a impressão de livros, revistas e outras publicações, escolhendo o tipo de papel, a tinta e a forma de impressão. Selecionar fornecedores, levantar custos e acompanhar o produto na gráfica.

Revisão
Eliminar erros de informação e de grafia de uma obra escrita. Checar o funcionamento dos mecanismos de navegação de CDs-ROM e sites da internet.


FONTE: guiadoestudante.abril.com.br/profissoes